Como estudar a Bíblia

Quem já não enfrentou dificuldades ao tentar se aprofundar no estudo da Bíblia? Entender a Palavra de Deus pode parecer extremamente desafiador, mas é fundamental para o crescimento espiritual de qualquer cristão.

Para te ajudar nesta missão preparamos aqui 5 dicas que vão te ajudar a interpretar corretamente o Livro Sagrado.

  1. Ore

    Ninguém melhor para explicar um livro do que o seu autor. Antes de estudar uma passagem da Bíblia, peça a iluminação dAquele que a inspirou. Depois, ore agradecendo as bênçãos recebidas por meio do estudo e peça forças para praticar o que aprendeu.

  2. Deixe a Bíblia interpretar a si mesma

    Antes de buscar ajuda de fora – de algum livro ou professor – procure outros textos bíblicos que esclareçam o que você selecionou. Para isso, veja se sua Bíblia tem umas letrinhas sobrescritas no texto e referências no rodapé da página ou na coluna do meio. Se você procurar as passagens indicadas, descobrirá mais informação sobre o assunto. Bíblias de estudo, concordâncias e dicionários bíblicos são ferramentas que podem ajudar.

  3. Analise o contexto

    Há um ditado que diz que “um texto fora do contexto vira um pretexto”. Ao estudar as Escrituras, leve em consideração o capítulo e o livro em que se encontra o trecho que você escolheu, bem como os versos que estão antes dele e os que vêm depois. Com a ajuda de um comentário bíblico, procure entender quem escreveu e quando, onde, para quem e por que escreveu. Procure também descobrir o que acontecia na época em que o texto foi escrito.

  4. Compare

    A Bíblia é uma só, mas sua linguagem depende da tradução. Se você tiver dificuldade em compreender o vocabulário mais clássico de versões como a Almeida Revista e Corrigida e a Revista e Atualizada (SBB), opte por versões contemporâneas como a NVI (Bíblica Brasil) e a Almeida Século 21 (Vida Nova). Compare várias versões para ter uma compreensão mais ampla do texto.

  5. Aplique

    Não adianta nada conhecer a Bíblia de capa a capa e não viver o que ela ensina. Após o estudo, pergunte a si mesmo: Que lições posso extrair deste texto? Diante disso, o que devo fazer? Anote suas respostas nas margens da página ou em um caderno e releia periodicamente o que você escreveu. Isso ajudará você a não perder o foco.


Fontes

George W. Reid (ed.), Compreendendo as Escrituras (Unaspress, 2007); Roy Zuck, A Interpretação Bíblica (Vida Nova, 1994); Wilson Paroschi (Faculdade Adventista de Teologia – Unasp), “Hermenêutica” (anotações de classe, 2009).